Na pele

Há capítulos em nossas vidas que, de tão intensos, precisam ser marcados na pele. Agora é virar a página e começar alguma nova história.

Reencontrar o ritmo

A parte mais difícil de voltar aos treinos depois de terminar alguma prova grande qualquer, daquelas que demandam meses e meses de preparação, é justamente reencontrar o ritmo. O corpo, cansado de ficar cansado, lança seu peso sobre as pálpebras, as coxas e as origens ocultas da energia. As planilhas, ainda tímidas, parecem não entender... Continue lendo →

Norseman

Não tenho nenhuma dúvida de que, depois desse próximo ciclo, um Ironman me aguarda. Faz parte do "olhar para os lados" que comentei no post de ontem e, claro, trata-se de uma "vontade" plantada em mim durante os treinos de bike para o Unogwaja. Mas, sem querer desmerecer um desafio que nunca fiz e que... Continue lendo →

Olhando para os lados

Minhas próximas metas já foram definidas: BR135 em janeiro, MIUT em abril, Comrades em junho. De quebra, me inscrevi ontem nos 75km da Bertioga-Maresias em outubro desse ano. E sim, ainda tem alguma maratona qualquer, daqui até abril, qune será meu qualify na Comrades. Mas, ainda assim, exceto talvez pela MIUT, ainda sinto falta de... Continue lendo →

Vídeo: Comrades, pela Salomon TV

A Salomon TV é um dos canais mais incríveis do Youtube: os vídeos são hiper bem produzidos, os protagonistas são todos ídolos e os cenários embasbacantes. Não por outro motivo, os "palcos" são sempre as montanhas e trilhas do mundo. Bom... aparentemente, ao menos dessa vez, a estrada entre Durban e Pietermaritzburg ganhou a atenção... Continue lendo →

Até eu estou surpreso, mas…

Por mais que não tenha sentindo nenhuma falta de acordar às 4:20 da manhã para chegar a tempo à USP... Por mais que não tenha sentindo nenhuma falta de passar toda manhã de todo sábado perdido por Romeiros ou pelo Riacho Grande... Por mais que não tenha sentindo nenhuma falta de gastar os tubos com... Continue lendo →

De volta à BR Esportes

Devo todo o meu preparo físico para o Unogwaja à BR Esportes. Nem questiono isso: antes deles eu mal sabia andar de bike. Nos meses de treinamento com eles, no entanto, aprendi o suficiente para rodar todos os 1.650km pela África com direito a balancear a carga para que a Comrades também fosse devidamente vencida.... Continue lendo →

Finalmente pronto para recomeçar

Na semana depois do Unogwaja consegui rodar apenas 6km, lá em Cape Town, subindo o Signal Hill. Foi dolorido demais. Uma semana depois, já de volta, fiz 35km. Ainda com dor. E fraco, como se estivesse preso naquele ponto baixo de uma ultra onde a energia parece simplesmente inexistir. Semana passada fechei 50km. Nos primeiros... Continue lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑