A hora de diminuir para acelerar

Acordar às 4:20, ontem, para pedalar na USP, foi uma total impossibilidade. Quando o despertador tocou, a primeira coisa que fiz foi desligá-lo para voltar a dormir. A segunda, horas depois, foi falar com meu treinador para mudar a programação dos treinos. Minha próxima prova está próxima: Bertioga-Maresias, com seus 75km, na segunda quinzena de... Continuar Lendo →

Será que agora vai?

Nem sei desde quando a Uphill Marathon, realizada na babável Serra do Rio do Rastro, existe. Só sei que me inscrevo para o sorteio desde a segunda edição. E que nunca, nunca cheguei nem remotamente perto de ser sorteado. A Uphill virou uma espécie de Mega Sena para mim: me inscrevo já mais por hábito... Continuar Lendo →

BR135, lá vamos nós!

Amanheci no domingo com alguns Whatsapps apitando no celular: os organizadores da BR135+, sem dúvidas uma das ultramaratonas mais duras do mundo, haviam publicado a seleção dos atletas convidados para a edição de 2019. Seleção? Pois é: dada a dificuldade e a distância (são 217km de percurso incluindo mais de 10 mil metros de subida... Continuar Lendo →

Ötillö

Tem umas provas sensacionais demais por esse mundo... Precisa falar algo dessa, que inclui nadar e correr em trilhas úmidas entre uma série de ilhotas suecas?

Toalha jogada (ao menos ontem)

Há dias em que o cansaço é simplesmente demais e que o melhor a se fazer é desligar a planilha e ouvir o corpo. Ontem eu tinha natação e bike. Na prática, o que acabei tendo mesmo foi uma boa noite de sono.

Caminhos de Rosa

Semana passada teve a Caminhos de Rosa, uma das ultras mais icônicas, singulares e maravilhosas que já participei. Lá, há alguns anos, tive essa oportunidade tão indescritível de singrar o mesmo sertão dos livros de Guimarães Rosa, de assar em uma fornalha de 43 graus, de comer poeira, desviar de boiadas, admirar veredas e buritis... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑