A parte mais difícil de treinar é saber quando não correr

Um processo de treinamento para uma ultra como Comrades é, sem dúvidas, mais mental do que físico.

Fisicamente, há uma planilha a ser seguida, com tempos na rua ou quilômetros semanais a serem estabelecidos. Salve um ou outro imprevisto, é quase como seguir uma fórmula matemática.

Mas aí chega uma sexta-feira qualquer, fora da planilha, com aquela vontade de correr alucinada. Você sabe que o dia seguinte terá longão e que seria bom se poupar – mesmo porque veio de um treino em ladeira no dia anterior. Mas começa a pensar na quilometragem feita, a fazer contas.

Começa a perceber que fez alguns mínimos quilômetros a menos do que na semana anterior, tentando forçar uma conta que justifique calçar o tênis e ganhar a rua. Pensa em pros e contras. Pensa no sol que brilha lá fora, no tempo que, inesperadamente, brotou pelo cancelamento de alguma reunião. Faz mais contas. E toma alguma decisão.

Na prática, muita coisa depende dessa decisão. Se ceder e for para a rua, perde uma batalha mental de paciência e perde também por forçar, de forma desnecessária, o corpo.

Se ficar em casa descansando, ficará horas cozinhando a impaciência e ganhará, possivelmente, alguns instantes de mau humor – mas terá avançado bastante no treinamento mental, quase sinônimo de uma busca por paciência-zen.

Comrades tem pouco menos de 90km, dos quais nem 400 metros consecutivos são planos. Há subidas e descidas temíveis. Certamente haverá momentos de questionamento, de reflexão sobre desistir da prova e correr para alguma tenda de massagem.

Certamente haverá dor muscular e batalhas mentais como nunca antes.

É uma corrida dura não apenas pela distância, mas principalmente pelo tempo: entre 9 a 10 horas de união entre corpo, mente e estrada. E, mais importante do que estar em boas condições físicas é saber vencer as pequenas batalhas internas pelo lado da razão, trabalhando a paciência e a lógica.

Nesta sexta, a razão ganhou. Fico em casa descansando e me preparando para o longão de amanhã.

pt221_Greatest_Battle_is_in_the_Mind_by_warrioronlydude-325

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “A parte mais difícil de treinar é saber quando não correr

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s