Guia de Comrades 2014 divulgado pela Modern Athlete

Quem – como eu – estiver procurando referências sem fim para ajudar a moldar os treinos para Comrades acaba de receber uma boa notícia. A Modern Athlete, uma das principais publicações esportivas da Africa do Sul, lançou na semana passada o guia de treinamento oficial da prova.

O acesso é gratuito clicando na imagem abaixo ou indo ao link http://www.joomag.com/magazine/official-2014-comrades-training-and-informati/0358213001389085391 . Quem preferir pode também comprar a versão para download e tê-lo no computador ou tablet por US$ 2,50 (um preço justo, diga-se de passagem).

Apesar de ser uma edição pequena, com cerca de 30 páginas, há uma espécie de resumo de todas as informações realmente importantes como:

  • Análise completa do percurso
  • Dicas de treinamento
  • O que fazer e o que evitar no treinamento
  • Planilhas específicas para quem estiver buscando medalhas Vic Clapham, Bronze, Bill Rowan ou Prata
  • Dicas de nutrição
  • Dicas de prevenção a lesões

Ou seja: realmente vale uma lida. Boa sorte a nós todos!

Screen Shot 2014-01-17 at 1.19.21 PM

 

4 comentários em “Guia de Comrades 2014 divulgado pela Modern Athlete

Adicione o seu

  1. Ricardo,

    É sempre interessante a gente ter informações para moldar a planilha de treinos para uma prova que ainda não vivenciamos ou que exigirá maior grau de dedicação.

    Acabo de ter uma experiência sem igual, na Ultramaratona das Montanhas (BR 135 e BR 217) que foi disputada na Serra da Mantiqueira entre os dias 17 e 19 de janeiro de 2014.

    No começo dos treinos, busquei orientação dos colegas que lá estiveram em outras oportunidades. Aos poucos fui ajustando às minhas características.

    Em que pese o treino bem orientado, confesso que a coisa foi bem mais complexa do que eu esperava.

    Minhas rodagens nem de longe chegaram próximo a altimetria da prova, ou seja, ganho de elevação: 6.182 metros e perda de elevação: 5.900 metros.

    Vale a pena conferir o ensaio no “Correr é Pura Paixão”. Segue o link:

    http://correrpurapaixao.blogspot.com.br/2014/01/suor-e-sangue-na-ultramaratona-das.html

    Ultra abraço,

    Dionisio Silvestre

    1. Dionísio, achei o relato SENSACIONAL! Tive vontade de correr a 135 desde que ouvi falar dela e agora, depois de ler no seu blog, esse desejo só aumentou.

      Não faço ideia de como é a preparação técnica para uma prova dessa – mas o ingrediente principal, a paixão pelo esporte, já existe em grande dose.

      Parabéns pela prova e pelo post!

      1. Ricardo,

        Treinar para a BR 135 ou BR 217 é como treinar em uma montanha russa, é treino de descida e de subida toda hora. Na descida o corpo suporta impacto muito grande, por isso deve ser observada.

        Busca-se a exaustão até o ponto do corpo conseguir apenas caminhar. Com isto, você se aproxima das condições fisiológicas ideais para suportar carga física maior que 24 horas.

        Por vezes, o treinamento começava a noite e se alongava para a madrugada. Isto para ajustar o mecanismo de controle do corpo relacionado ao sono. E no final foi muito proveitoso esse tipo de treino.

        Enquanto o treinamento avançava era muito interessante a sensação de equilíbrio e fortalecimento mental para o dia da prova. Acredito que o ingrediente psicológico é algo em torno de 40% do treinamento.

        Ultra abraço,

        Dionisio Silvestre
        http://correrpurapaixao.blogspot.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: