A escalada do longão

De acordo com meu cronograma, estou agora na fase de “aclimatação” – estabilizando a relação entre corpo e uma quilometragem que fica na casa dos 80K semanais. No entanto, essa fase não é exatamente estável: ao longo das semanas, vou diminuindo o volume de corrida em dias úteis e concentrando mais aos sábados, nos longões, para já habituar a musculatura a jornadas mais longas, por assim dizer.

Hoje foi um dos dias de escalada do longão, saltando das 2h40 que fiz no sábado passado, por exemplo, para exatas 3h10. Foram 32,42km rodados a um pace de 5’52” – mas devo confessar que cheguei bastante cansado, com uma sensação diferente da que estava nas semanas anteriores. É um pouco assustador como um aumento relativamente pequeno (de 30 minutos) faz tanta diferença no resultado final – algo importante para nos manter humildes em relação às ruas e ressaltar a importância do treino para um objetivo como a Comrades.

Mas houve, de fato, um ponto positivo: a dupla subida do Matão que fiz na USP (uma por volta), que fluiu incrivelmente bem. Consegui manter um pace forte com esforço fixo, administrável, comprovando que o volume de treinos em ladeira que estou fazendo realmente estão dando resultado.

Bom… agora é hora de descansar um pouco. Amanhã tem um regenerativo de pouco mais de uma hora no Ibira, bem cedo, para completar a quilometragem semanal e fechar essa etapa!

124-580x326

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: