Ops… tem algo estranho no tornozelo…

Essa semana teve uma mudança estrutural no ritmo de treino: ele saiu dos 5x semana e entrou nos 4. Naturalmente, com um volume maior por dia.

Até aí, tudo bem. O que não ficou bem foi uma leve dor no tornozelo direito que, de repente, passou a fazer parte do cotidiano.

Não que esteja lesionado. A dor é leve e inconstante. Durante o dia ela nem dá as caras – mas relembra a sua presença de manhã cedo e no meio de alguma corrida mais longa. Indo e voltando.

Quando relaxo o tornozelo conscientemente, ela evapora de novo.

O que estou fazendo (além de acender velas):

1) Coloquei uma tornozeleira para o dia a dia, diminuindo os movimentos normais para forçar um repouso mais constante, por assim dizer;

2) Estou tomando Advil para diminuir qualquer inflamação;

3) Estou EXTREMAMENTE atento a qualquer sinal de piora no estado;

4) Em momentos ao longo do dia, estou “desenhando o alfabeto” com o pé como exercício e, também, como teste.

Amanhã é dia de longão – mas não sei o quão longo, de fato, ele será. A única certeza que tenho é que irei devagar e pegando leve, muito leve. No primeiro sinal de dor, tomarei o rumo de volta para casa.

O problema de dor em fase de pico de treino é que diminuir pode prejudicar o processo como um todo – mas não diminuir pode colocar tudo em risco.

Mas, enfim, vamos com cautela. Um passo de cada vez.

tornozeleira

Anúncios

3 comentários sobre “Ops… tem algo estranho no tornozelo…

  1. Pingback: Dor, pace e biomecânica: quando o corpo se assume como treinador | Rumo a Comrades 2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s