Dia de descanso = dia de tortura

Sim, eu sei que dia de descanso é fundamental. E me forcei a ficar na cama até mais tarde por causa disso, evitando qualquer possibilidade de lesão a essa altura de Comrades.

Mas foi difícil. A vontade de aproveitar mais essas poucas manhãs restantes ensolaradas em Londres, passando por cenários tão incomuns e deslumbrantes – incluindo passeios por 900 anos de história – era imensa.

O que me fez ficar grudado à cama foi, em essência, o medo de não ficar bem no dia 1 de junho. Ou seja: de alguma forma, o medo acabou sendo uma excelente ferramenta para evitar um possível desastre. Estranho, não?

Enfim, há coisas que não devemos ou podemos forçar – e conseguir a força de vontade para desafiar o impulso de correr aqui com certeza foi um bom teste mental!

Amanhã, ainda bem, é dia de voltar à ativa de novo.

20140410-095023.jpg

5 comentários em “Dia de descanso = dia de tortura

Adicione o seu

  1. Ricardo,

    Pelo que tenho acompanhado a sua saga de treinamentos para a Comrades, vejo que os dias de descanso te incomodam muito. Não esquenta a cabeça, eventual destreinamento, só acontece quando ficamos uma considerável quantidade de dias sem nos movimentar. Vou utilizar minhas experiências como exemplo. Acabei de correr a Maratona de Santiago (42 Km) e na semana da corrida, só fiz uma única atividade de 10 Km, na quarta-feira. Resumindo: na semana passada foram apenas 52 Km de treinos. Para esta semana, programei descanso total de 7 dia. É um mecanismo de zerar o set up e reiniciar os treinos em um patamar pouco acima. Ultra abraço,

    Dionisio Silvestre
    http://correrpurapaixao.blogspot.com.br/

    1. Incomodam mesmo, Dionísio. Mas é menos por medo de destreinamento – isso realmente não me vem muito à mente não. O problema é que AMO ir pra rua e ficar em casa descansando (principalmente durante uma viagem) me dá sempre aquela sensação de “perda de tempo”, sabe? Mas, enfim, são coisas que sei que preciso trabalhar ou aprender a conviver melhor.

  2. Oi Ricardo, estarei em Londres com minha esposa entre 27/4 e 01/05/14. Se tiver algumas dicas e lugares pra correr, não como treino, mas running tour eu irei curtir! Se tiver post falando sobre me envia!
    Vc estará aí? Abraço Diego

    1. Oi Diego! Eu já volto no sábado, mas seguem algumas dicas:

      – Os parques são incríveis, principalmente nessa época. Eu fiquei hospedado na Strand Street, então saía em uma reta pela Trafalgar Square, Palácio de Buckingham e cruzando pelo St James Park até o Hyde. Neste, dá ainda para ir até Kensington Park, separado apenas por uma rua.

      – As duas margens do Tâmisa são perfeitas também. Dá para correr tendo a incrível Torre de Londres ao lado, além do Parlamento, Big Ben, London Eye etc.

      – Da margem oposta ao centro dá ainda para fazer um longão até Greenwich, marco zero do “tempo”.

      – Eu vim a trabalho, então tive zero tempo para fazer turismo. O que acabei fazendo foi contratando um tour correndo: um guia (ultramaratonista, diga-se de passagem) passou no hotel às 7 da manhã e foi liderando o caminho, contando a história de Londres e mostrando os monumentos mais importantes. Foi caro (£ 46) – mas, como não teria nenhuma oportunidade de fazer turismo de verdade, valeu cada centavo. Se quiser, o link é http://www.cityjoggingtours.co.uk

      – Fora isso, o que posso dizer é que a cidade é perfeita para correr. Fácil de se localizar e repleta de lugares legais, toda plana etc.

      Divirta-se!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: