Checkpoint Zero: (Re)largada

Ultra Estrada Real feita, semana de recuperação vencida de maneira mais suave que o esperado. Hoje, domingo, encerra-se um ciclo e inicia-se outro: o foco total em Comrades. 

Tenho menos de dois meses até a largada em Durban e, verdade seja dita, os gráficos de treino do ano mostram claramente uma quantidade de altos e baixos que mais se assemelham a um eletrocardiograma. 

  

De toda forma, nesses últimos 4 meses acabei fazendo duas ultras de verdade (50K e 88K) e uma, em treino, de 45K. Caprichei na intensidade até quebrar, tive que refazer os planos incluindo uma espécie de “tapering inverso” para me preparar para a estrada real, mudei minha alimentação radicalmente e, de forma geral, posso dizer que experimentei mais do que a sanidade recomendaria. 

Intensidade é pouco para descrever esses primeiros 120 dias do ano! Mas sabe de uma coisa? 

Apesar de um pouco cansado nas pernas enquanto escrevo este post, estou me sentindo bastante preparado para o que me aguarda. Ainda não vi o que meu treinador separou para mim no próximo mês – mas sei que entrarei nele agora com mais segurança, daquelas que ganhamos apenas quando somamos ultras no currículo. 

Agora começa a parte alfa do primeiro semestre. 

Vamos a ela, relargando a partir de uma base bem mais consistente do que eu tinha no ano passado.

  

Anúncios

Um comentário sobre “Checkpoint Zero: (Re)largada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s