Um longão que pareceu curtinho

Há longões que simplesmente não sentimos.

Essa semana está puxada: foram 15km na terça, mais 15 na quarta, 20 na quinta e 30 hoje. E tinha tudo para serem 30K cansativos, até porque a mente também estava exausta de dias complicadíssimos no trabalho.

Mas sabe de uma coisa? Percursos podem fazer mágica.

Repeti a rota do sábado passado, mudando apenas a parte inicial para acrescentar mais distância. Sob um céu azul brilhante e um frio leve de outono, cruzei o Butantã, rodei pelas trilhas do Parque Alfredo Volpi, voei na Av. Morumbi, passei pelos casarões e parquinhos, subi e desci ladeiras bem guardadas e aportei novamente no Parque Burle Marx. Rodei pelas suas trilhas escondidas, respirei o verde queimado pelo sol suave de um dia perfeito e voltei todo o caminho.

Nos ouvidos, um audiobook novo desviava o pensamento para outras eras e outros lugares, voando por Creta, Berlim, Londres. Ouvidos e olhos corriam fora de sincronia mas em absoluta sintonia. Parece até estranho, mas essa relação funcionou.

O pace realmente não foi forte e nem era essa a intenção. A intenção era simplesmente passar mais tempo sobre os pés curtindo cada segundo. 

E curti todas as 3h38 de uma manhã perfeita e que, agora, parece ter passado voando.

Que bom que amanhã tem mais 🙂

  

Um comentário em “Um longão que pareceu curtinho

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: