Ultra longão marcado

Sem treinador a quem recorrer agora, fui assolado por uma dúvida: o dia do ultra-longão. 

Explico: em praticamente todas as planilhas de Comrades, o final de semana passado estava reservado para o ultra-longão, um treino com algo entre 50-55K. Embalado por treinos que me foram passados quase que de um dia para outro e com uma espécie de conforto por ter feito a Ultra Estrada Real no começo de abril, acabei ignorando isso. 

E agora? O que fazer? Ignorar por completo o ultra-longão ou fazê-lo agora, mesmo estando já há um mês de Comrades? 

Nunca curti muito ficar horas e horas na dúvida e então segui o instinto: aproveitarei o feriado desta sexta, dia 1 de maio, para rodar os 50K. Pelo estado em que estou, dificilmente isso gerará problemas físicos: ao contrário, será uma espécie de alívio mental saber que rodei esse tanto de maneira relativamente tranquila (considerando, claro, que tudo dê certo). 

E o percurso? Nada mais de dar voltas infinitas pela USP. Encontrar um percurso divertido, diferente, faz parte de manter a corrida empolgada – e então montei o meu rodando por boa parte de Sampa. 

Sendo prático: 

  1. Sairei de casa e irei até o Parque Burle Marx, no Morumbi, dando ainda uma volta pelo Parque Alfredo Volpi (17km)
  2. De lá, irei diretamente para o Parque da Independência, no Palácio do Ipiranga (16km)
  3. Do Ipiranga correrei para um dos parques mais bonitos de Sampa, o da Aclimação (3km)
  4. Da Aclimação, irei para a Praça da Sé e rodarei um pouco pelo centro velho da cidade (3,5km)
  5. Sairei do centro e irei para outro parque incrível da cidade, o da Água Branca (4,5km)
  6. De lá, pegarei o rumo de volta para casa, seja pelo Minhocão ou pelo Pacaembu (5km)

No total, se incluir ainda as voltas dentro dos parques, devo fechar com algo entre 50 e 55K. Perfeito para turbinar de motivação a fase final do treino para Comrades e, ao mesmo tempo, homenagear correndo os quatro cantos dessa cidade incrível.

  

6 comentários em “Ultra longão marcado

Adicione o seu

  1. Oi Ricardo,

    De fato, a maioria faz o seu ultralongão na última semana de abril / primeira de maio. Na qualidade de meu auto-treinador, acho que o seu longo de verdade foi feito na Estrada Real. Palpito que a sua previsão está ótima, na medida. Não se preocupe com a “mudança” repentina de treinador. Você já tem experiência e pernas para seguir sozinho. Depois, se quiser, escolha outro.

    Abs

    1. Valeu Álvaro. Se tudo der certo (como eu acho e espero que dê), acho q vou seguir o seu exemplo e voltar a me auto-treinar mesmo.

      Posso não ter formação acadêmica ou décadas de experiência mas, verdade seja dita, leio/ estudo bastante sobre o esporte e conheço o meu próprio corpo suficientemente bem já. Vambora!

      1. Pois é, estou na mesma condição de conhecimento/experiência. Sim, podemos ter um resultado um pouco melhor (tempo final menor) com orientação profissional, mas correr com liberdade é muito bom. Se você tem disciplina e motivação (e isso você tem de sobra!) é possível.
        É uma decisão muito pessoal e depende de perfil, pode ser uma boa escolha.

        abs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: