Hora do qualify

Domingo tem Maratona de Sorocaba.

Não é exatamente uma Big Six: o percurso é composto de duas voltas de 21km, recheado de curvas e cotovelos, com largada hiper cedo, às 6 da manhã e provavelmente sem ninguém para torcer pelo caminho. Mas, ao menos no quesito mais fundamental, ela é idêntica às maratonas de Nova York, Chicago, Berlim e demais gigantes: tem 42,195km. E é só isso que realmente importa.

Para mim, ela tem um ponto a mais na escala de importâncias: será a prova que utilizarei como “qualify” para a Comrades.

  • Plano A, mais difícil e próximo ao recorde pessoal que bati em 2013, em Chicago: sub-3h40min. Isso me deixará na baia C de largada, lá pertinho da frente. Pace médio necessário: 5’12/km.
  • Plano B, mais realista: sub-4h, me colocando na também razoável baia D. Pace médio necessário: 5’41/km.

As baias são importantes por um fator na Comrades: o tempo limite da prova, de 12 horas, é contado de forma bruta. Em outras palavras: se você sair lááá no fundo, provavelmente levará até quinze minutos para se arrastar de onde estiver até a linha efetiva de largada depois de dado o tiro. Isso também significa que, na prática, você não terá 12 horas para completar a prova, mas sim 11:45 – sem contar com a necessidade de desvio de um número bem maior de “obstáculos humanos” pelo caminho.

Baias de largada de acordo com tempos de qualify

Pois bem: como, no meu caso, já estarei com 1.650km acumulados na musculatura, cada minuto contará.

Por isso a importância da Maratona de Sorocaba.

E aqui entra uma outra questão: será a primeira maratona que irei com esse tipo de treino que estou fazendo.

Minha quilometragem de corrida está bem, bem menor que a média que eu costumava fazer; passo mais tempo rodando de bike, algo até então inexistente na minha rotina, do que de tênis; e minha fase de polimento inteira se resumiu a uns três ou quatro dias.

Por outro lado, talvez por todas essas mudanças, estou me sentindo uma panela de pressão de tanta energia. Não estou cansado, estou mais rápido nos treinos e com a empolgação a mil.

O que sairá disso? Espero que um resultado bom, me livrando da necessidade de correr outra prova como “qualify” no futuro e me liberando para voltar aos treinos específicos do Unogwaja.

Saberei no domingo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: