Unogwaja, dia 7

Acordei melhor. Não diria que 100%, mas o suficiente para largar para o pedal do dia.

Por sorte, a temperatura esquentou, o que certamente ajudou bastante na “sobrevivência”. Agora, na medida em que vamos nos aproximando da província de kwa-Zulu Natal, duas coisas passam a ser comuns: montanha e calor.

Feliz pelo segundo, nem tanto pela primeira. Hoje teve muito, muito uphill. Alguns intermináveis, daqueles que minam as forças restantes e nos fazem questionar se sequer conseguiremos chegar ao topo. E isso entrecortado por oito paradas em bloqueios de estrada que quebraram o ritmo de maneira increditável.

Mas… chegamos. Para mim, foi uma vitória pessoal imensa: larguei com a saúde cambaleante e consegui domar os mais de 2 mil metros de subida em 160km.

Agora, depois de um banho quente, estou me sentindo melhor – mas preciso de um coquetel de remédios para garantir o dia de amanhã – o último GRANDE desafio do Unogwaja (sem considerar a Comrades, claro).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: