Seja por onde for (desde que tenha muita endorfina)

Seja correndo, pedalando ou nadando, todo esporte de endurance é fabuloso.

Não teve um único percurso que fiz na vida – Indomit Costa Esmeralda, Douro Ultra Trail, Comrades, BR135, Caminhos de Rosa, Unogwaja e tantos outros – que não tenha me marcado pelas vistas, sensações e percepções.

Semana passada me deparei, por exemplo, com a IncaDivide – uma ultra de ciclismo que corta os Andes de Quito a Cuzco, percorrendo trechos históricos das estradas Incas.

Tem cansaço, tem dor, tem isolamento, tem companheirismo, tem superação, tem frio, tem endorfina. E tem vistas inesquecíveis.

Olhe só esse vídeo e me responda: viver não tem muito mais graça quando nos entregamos a aventuras assim??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: