Canions Ultramarathon: ultra dos sonhos

Desde que descobri ultras – principalmente essas que cortam lugares incríveis – sempre imaginei como seria cruzar o sertão nordestino, uma daquelas regiões feitas de paisagens desoladoramente lindas, pano de fundo de histórias que mesclam os sofrimentos mais miseráveis com as superações mais inimagináveis. 

Dificilmente alguma outra terra, em todo o mundo, consegue abraçar tantos extremos ao ponto de parir figuras que vão de Antônio Conselheiro a Lampião, de servir de rota para uma quixotesca Coluna Prestes cruzando com as volantes da polícia caçando cangaceiros. 

Cheguei até a cogitar criar um percurso próprio lá pela região de Canudos… mas fui desaconselhado por amigos que conhecem o local e que garantiram que o sol e a seca eram o menor dos problemas de uma terra que até hoje se destaca pela falta absoluta de leis. Acabei desistindo. 

E aí, nesse último final de semana, me deparei com essa prova nova, a Canions Ultramarathon

São 92km sob o delicioso sol do sertão cortando o coração histórico do cangaço. 92km passando pela Estrada de Ferro Paulo Afonso, por cavernas com pinturas rupestres, pelas rotas que as volantes perseguiram os bandos de cangaceiros, pelo local em que Lampião foi emboscado e morto. 

92km de realização de um sonho antigo que minhas pernas têm. 

O único problema: ela acontece em Abril, quando estarei lá na Ilha da Madeira correndo outra ultra. Mas dos males, o menor: essa deve uma prova anual e, com certeza, estará me esperando no ano que vem. 

E irei. 

Com a mais absoluta certeza. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: