Algumas estatísticas da Comrades 2019

De todas as edições que eu já participei, essa de 2019 talvez tenha sido a mais perfeita para se observar estatísticas.

Ela não foi gelada no começo, antes do sol nascer: a temperatura, aliás, estava tão amena que nem foi necessário largar com aquela malha tradicional que todos costumamos descartar após alguns km de percurso.

Ela também não foi quente: o céu belissimamente azul que se prendeu ao cosmo durante todo o dia fez os termômetros baterem, no máximo, nos 25°.

Com isso, a população esteve em massa no percurso. Participação popular na Comrades é tradicional, eu sei: mas nunca vi tanta gente na torcida quanto neste 2019. Foi de uma energia ímpar.

Por fim, houve o percurso de subida. Uns dizem ser mais fácil, outros mais difícil… mas o fato é que continuam sendo quase 90km Africa pelo vale dos mil morros, com mil subidas e mil descidas.

Em suma: nem quente nem fria, sem chuva, cheia de gente, de subidas e de descidas, a edição de 2019 foi provavelmente a mais perfeita para se observar as estatísticas e tê-las como um parâmetro médio da rainha das ultras. Vamos a elas:

Estatísticas gerais

  • Inscrições: 25.000
  • Não qualificaram para a prova: 3.288 (13,1%)
  • Não largaram: 2.642 (10,6%)
  • Não concluíram: 2.631 (10,5%)
  • Concluíram: 16.439 (65,8%)

Concluintes por tempo

O gráfico abaixo ilustra o volume total de concluintes por faixa de tempo de prova (a cada 15 minutos). Dá para ter uma boa noção de como as medalhas por tempo contam, pois há sub-pirâmides dentro da pirâmide geral de acordo justamente com os limites para se receber cada uma das medalhas.

Concluintes por tempo de prova

Concluintes por tempo de prova - gráfico de pizza

Medalhas por baia de largada

Em geral, as baias de largada representam muito bem a qualidade técnica dos corredores. Ou seja: quem larga na baia A o fez porque conseguiu se qualificar com um tempo fantástico de maratona e, portanto, tende a fechar a Comrades com um tempo melhor. As medalhas comprovam isso:

Medalhas por baia de largada

O que isso tudo significa?

Bom… o óbvio, claro. Quer um tempo bom? Se lasque de treinar, consiga o melhor qualify possível e seja feliz. Verdade seja dita, não são necessários gráficos e estatísticas para se concluir isso, né?

Mas, ainda assim, é sempre divertido interpretar o suor pelos números que ele gera.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: