Vai fazer a primeira Comrades? Aproveite o que a prova oferece para o seu treino!

Não: você não precisa morrer de tanto treinar para chegar bem em Pietermaritzburg

Todo ano, algumas dezenas de brasileiros inscrevem-se para correr essa experiência inesquecível que é a rainha das ultras. Praticamente todos acabam acolhidos pela comunidade de brasileiros veteranos e começam a trocar experiências riquíssimas que só tendem a somar em suas estratégias de preparação.

Quer dizer… dependendo, claro, do bom senso do novato.

E digo isso porque o volume de treinos que muitos dos veteranos acumulam, em grande parte pela soma de outros desafios que deglutem ao longo do ano, é tão assustador que um novato pode facilmente se assustar e se entender na obrigação de rodar 80, 100, 120km toda semana, daqui até a data da largada.

Não é o caso.

Treinar para a Comrades, aliás, deve ser apenas um pouco mais puxado que treinar para uma maratona. Deve ter os seus longões intensos, de 50 ou 60km, claro – mas eles são poucos, bem poucos – e só devem acontecer lá no futuro. No mais há a fase de construção gradual de volume, de aumentar intensidade, de testar seus limites e assim por diante. Nada nem remotamente perto, repito, que o tanto de rodagem cotidiana que os principais corredores da comunidade da Comrades grampeia.

O que fazer, então?

A resposta mais simples é aproveitar o porte da Comrades e acessar o conteúdo que existe no próprio site oficial.

Webinars

Eles têm, por exemplo, seminários mensais sobre treinamento, ministrados pelo treinador oficial da prova, Lindsey Parry.

Quer uma mostra? Se ligue nesse vídeo, com o seminário publicado em janeiro do ano passado:

Planilhas de treino

Mais importante que os seminários, eles têm também planilhas de treino de acordo com cada objetivo.

Veja as opções disponíveis abaixo:

Medalha Vic Clapham: terminar dentro do tempo limite de corte de 12 horas

Medalha de Bronze: terminar entre 10 e 11 horas

Medalha Robert Mtshali: terminar entre 9 e 10 horas

Medalha Bill Rowan: terminar entre 7h30 e 9 horas

Medalha de Prata: terminar entre 6h e 7h30

Medalha Isavel Roche Kelly (apenas para mulheres): terminar entre a 11a posição e 7h30

Não há, ao menos por enquanto, planilhas específicas para a medalha Wally Hayward (versão masculina da Isavel Roche-Kelly) ou para a medalha de ouro (destinada aos dez primeiros colocados).

Mas convenhamos: se você planeja chegar entre os 10 primeiros colocados é porque já tem experiência o suficiente e não precisa encontrar nenhuma planilha por aqui.

Para os demais mortais, realmente recomendo que vejam essas planilhas: por mais que elas precisem (claro) ser adaptadas à realidade de cada um, elas deixam pistas claras de que a preparação para a Comrades é menos dramática que o que se costuma imaginar.

E outra: se você se inscreveu em uma ultramaratona é porque gosta de correr, certo? Então, na pior das hipóteses, agradeça aos céus: há muito asfalto esperando pelos seus pés daqui até junho de 2020!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: