Isolamento pelo Corona, dia 10

Nunca gostei de academia. Nunca.

Devo ser o único em toda a minha assessoria, aliás, que se recusa terminantemente a fazer qualquer tipo de fortalecimento muscular – mesmo ciente de que isso me tomará um bom tempo durante provas.

“Irrelevante”, digo para mim mesmo. Não tenho absolutamente nenhuma pretensão de pegar podium em um Iron. Triathlon e ultras, para mim, são muito mais paixão do que competição, muito mais endorfina do que adrenalina.

Aí veio o isolamento, a quarentena.

Para a bike, há o rolo e o Zwift dentro de casa.

Para a corrida, todo espaço é espaço e sempre há, na pior das hipóteses, sempre há escadas para subir e descer.

Mas e para a natação?

Como manter o corpo minimamente em forma para a natação quando a água está fora de alcance? Fazendo treinos de força.

Esse aí abaixo, essencialmente (ao menos pelos dias de ontem e hoje):

Descobri que não tenho nenhum preparo para esse tipo de coisa. Dores já percorrem o corpo inteiro. Dá desânimo só de pensar em repetir nos dias que seguem.

Mas, enfim, deixemos o reclamatório de lado. Às vezes só podemos fazer o que temos que fazer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: