A época mais perfeita do ano

De repente, estamos em dezembro. Decorações de Natal pelas ruas, sol a pino no céu, parques cheios, clima de off-season na assessoria, férias e viagens se aproximando. Não há melhor momento no ano. Só falta o trabalho começar a desacelerar um pouco - o que acredito que ocorrerá nas próximas semanas - e pronto: terei... Continuar Lendo →

Vale do fim de ano

Minha segunda passada já amanheceu denunciada pelo Whoop, que indicava uma recuperação corporal abaixo dos 30%. Não foi só pela maratona do domingo, claro: foi todo um conjunto da obra. O domingo, afinal, encerrou o ciclo de provas do ano - e o fez deliciosamente dentro da meta que eu buscava como qualify para a... Continuar Lendo →

Vai fazer a primeira Comrades? Aproveite o que a prova oferece para o seu treino!

Não: você não precisa morrer de tanto treinar para chegar bem em Pietermaritzburg Todo ano, algumas dezenas de brasileiros inscrevem-se para correr essa experiência inesquecível que é a rainha das ultras. Praticamente todos acabam acolhidos pela comunidade de brasileiros veteranos e começam a trocar experiências riquíssimas que só tendem a somar em suas estratégias de... Continuar Lendo →

Maratona de Sorocaba 2019

Não é uma prova grande. Não é uma prova famosa. Não tem paisagens embasbacantes, não é plana como Dubai, não atrai o pico da elite mundial. Mas, mesmo assim, a Maratona de Sorocaba é uma das provas que eu mais curto participar. Distância por distância, claro, toda maratona é igual. Mas essa, mesmo com quase... Continuar Lendo →

A intimidade que provas garantem

Feliz com o Ohana Kahi, me vi em casa, inteiro e, essencialmente, sem nenhuma dor relevante. Aliás, para quem está habituado a ultras - por natureza mais extenuantes que triathlons - dá até uma certa culpa em terminar provas com condições plenas de caminhar sem parecer um zumbi nas suas últimas horas de pseudo-vida. Mas... Continuar Lendo →

Whoop: primeiras impressões e decisões

Já falei, nesse post aqui, sobre o Whoop - uma pulseira que, ao medir 24x7 a variabilidade de batimentos cardíacos, contribui de maneira decisiva com a recuperação muscular. Não vou me repetir sobre o funcionamento do Whoop (novamente, esse post aqui tem tudo) - mas cito algumas de suas principais características: HRV (do inglês "heart... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑