Meias vermelhas disponíveis!

Quem acompanha o Unogwaja sabe que todo o movimento capitaneado pelo grupo gira em torno de duas histórias: a de Phil Masterson-Smith, que tenho publicado em capítulos aqui no site, e a das meias vermelhas usadas todas as sextas-feiras como símbolo de união entre os que compartilham os mesmos sonhos e esperanças por um mundo... Continue lendo →

Pedalar, pedalar, pedalar

Com o fim da Maratona de Sorocaba e o qualify assegurado, o treinamento inteiro mudou de ritmo. Agora, pelo menos por algum tempo, a ordem é "pedalar, pedalar, pedalar". Se, antes, ficava sobre a bike quatro vezes por semana, agora são cinco. Agora são segundas, terças, quartas, quintas e sábados inteiramente destinados a me acostumar... Continue lendo →

Voltas difíceis

Já fiz provas de 50, 90, 160km em que a volta à normalidade não levou mais de dois ou três dias. Em provas longas, nosso compromisso é mais com a distância do que com o tempo (e, consequentemente, com a velocidade). Isso ajuda: por mais que correr por mais de um dia inteiro seja obviamente... Continue lendo →

20 maratonas em 20 dias

"Uma dívida social." Foi assim que o Coronel Israel Gomes Neto, colega Comradeiro, descreveu a sua aventura. Segundo ele, quando estava prestes a abandonar a escola por falta de dinheiro, o diretor da instituição o deixou estudar de graça pedindo apenas que, quando ele alcançasse seus objetivos profissionais, desse um jeito de retribuir à sociedade.... Continue lendo →

Hora do qualify

Domingo tem Maratona de Sorocaba. Não é exatamente uma Big Six: o percurso é composto de duas voltas de 21km, recheado de curvas e cotovelos, com largada hiper cedo, às 6 da manhã e provavelmente sem ninguém para torcer pelo caminho. Mas, ao menos no quesito mais fundamental, ela é idêntica às maratonas de Nova... Continue lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑