70.3 solo, parte 2: Ciclismo

Alguns minutos se passaram até que o trânsito aliviou e eu pudesse encontrar uma brecha para iniciar a pedalada. O tempo, no entanto, continuou seu ritmo, deixando claro que era aquilo a diferença entre uma prova pessoal e uma prova organizada, com estradas fechadas e estruturas preparadas. Para mim, aquilo era irrelevante. Só o que... Continuar Lendo →

70.3 solo, parte 1: Natação

Olhei para os lados: ninguém. Para a frente: boias de marcação solitárias quebravam a paisagem lisa, silenciosa e belíssima da represa que parecia descansar sob o céu frio e azul das 7 da manhã. Ali, naquele instante, começaria o meu primeiro 70.3. Diferente do planejado, sem tiros de largada, sem a adrenalina da coletividade, sem... Continuar Lendo →

Encontrando o estado quântico

Sempre gostei do silêncio e da solidão. Para mim, são apenas em momentos de total isolamento do mundo externo que se consegue imergir em si mesmo, se observar, se ouvir, se interpretar. Evolui de pequenas corridas de 5km para ultras justamente por isso: o tempo na rua, acompanhado apenas do som metronômico das minhas próprias... Continuar Lendo →

O plano para 2020: Ironman + Comrades

Será a minha quinta participação nessa prova tão miticamente magnética. E não, não é exatamente necessário adicionar nenhum desafio a mais na estrada rumo à Comrades, rumo à conquista e reconquista dos seus noventa tradicionalíssimos quilômetros. Minhas quatro participações anteriores já me ensinaram que essa prova é difícil em qualquer circunstância, que ela exige respeito... Continuar Lendo →

Algumas estatísticas da Comrades 2019

De todas as edições que eu já participei, essa de 2019 talvez tenha sido a mais perfeita para se observar estatísticas. Ela não foi gelada no começo, antes do sol nascer: a temperatura, aliás, estava tão amena que nem foi necessário largar com aquela malha tradicional que todos costumamos descartar após alguns km de percurso.... Continuar Lendo →

O dramático último minuto da Comrades

Para quem não sabe, a Comrades tem um tempo limite final de 12 horas para ser concluída. Quando o relógio oficial, portanto, bate as 17:30 em ponto, um tiro é dado para o alto e um cordão humano se forma fechando a chegada e impedindo que centenas de corpos, exaustos pelo esforço de correr por... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑