Triday: a primeira prova de triathlon

Prova é prova. A distância pode ser a mesma que a de um treino, o percurso pode ser o mesmo, o clima até pode estar mais ameno - mas, por algum motivo qualquer, o coração palpita de uma maneira diferente. Principalmente nesse caso. Foi a minha primeira prova de triathlon, um olímpico incluindo 1.500m de... Continuar Lendo →

Update: sobre a carta da Comrades

Semanas se passaram, o prazo dado pela CMA (Comrades Marathon Association) - 02/05 - vai chegando perigosamente perto de se esgotar e, até agora... nada. Ou quase nada. Temos ao menos algumas explicações. O que vem a ser a carta de recomendação?Basicamente é uma espécie de atestado dado por alguém que nunca te conheceu ou... Continuar Lendo →

Na linha fina – de novo

Caminhar na corda bamba, aprendi, é o quarto esporte que compõe o triathlon. Balancear natação, pedal e corrida com trabalho e família, afinal, dá pouca margem para se lidar com imprevistos. Teimosos e birrentos, no entanto, imprevistos cismam em brotar aos montes... claro. E aí manuseamos os treinos. Acumulamos uns, esvaziamos outros, refazemos a planilha... Continuar Lendo →

Brick sessions

Se tem uma coisa que eu descobri no triathlon, é que não se tratam de três esportes colados: é um quarto esporte, algo feito da fusão de natação, ciclismo e corrida em uma única "coisa". E essa "coisa" é diferente justamente porque inclui uma certa ordem e um processo de transição tanto prático quanto muscular.... Continuar Lendo →

O que uma boa dose de suor faz

Mesmo com essa intoxicação corporal esquisita que tive depois do triathlon, o sorriso permaneceu colado ao meu rosto. Da mesma forma que quando cruzei a chegada da BR135. E do Unogwaja. E das Comrades. E de praticamente qualquer ultra que já fiz em toda a minha vida. No final, uma boa dose de suor, daquelas... Continuar Lendo →

Do céu ao inferno

Sábado foi dia do meu primeiro simulado mais forte de triathlon, com 1.500m de natação, 50km de ciclismo e 10km de corrida pelas paisagens do Riacho Grande. E foi absolutamente perfeito. Nadei em um ritmo constante e mais forte que qualquer treino, mantive uma velocidade média superior ao meu normal na bike e corri tão... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑