Comrades 2019

Lá pelo km 60, enquanto conversava com um senhor que estava na sua 42a Comrades, olhei para o lado e vi Thamar - Unogwaja de 2013 e chefe da equipe que está sendo formada para 2020. "Thamar!", gritei, entusiasmado por tê-la encontrado. Olhei para o outro lado e lá estavam Lee e David, Unogwajas do... Continuar Lendo →

Está na hora da Comrades

Durban está logo ali na esquina do calendário. A ansiedade, por sua vez, já está devidamente acumulada, pulsando sangue pelas artérias e veias a cada treino.  Já me perguntaram inúmeras vezes por que eu ainda corro a Comrades. Esta será a minha quarta participação, afinal - o suficiente para conhecer cada centímetro do percurso e... Continuar Lendo →

Em busca das impossibilidades

Estes últimos 12 meses foram muito, muito singulares para mim. Embora tenha já dedicado anos às ultras, foi nesse período que concentrei dois dos desafios que, até pouco tempo, considerava como excepcionalmente fora do meu alcance: o Unogwaja, em junho do ano passado, e a BR135+, em janeiro deste ano. As descobertas que vieram desses... Continuar Lendo →

Desabafo curto

Eu amo morar em São Paulo. Aqui tem de tudo: gente de todos os tipos, opções culturais incomparáveis, escolas fantásticas para as crianças, oportunidades de negócio em cada esquina. É o tipo de lugar que dá para vir, se propor um desafio monstro qualquer e batalhar até chegar onde se deseja. Aqui construí minha vida:... Continuar Lendo →

A melhor fase do treino

Ultramaratona não é apenas correr distâncias impensáveis por horas a fio: é tirar prazer disso. Mas quando se treina para alguma prova alvo, é normal estruturar uma planilha com tantos detalhes e fases e ciclos que, por vezes, acabamos substituindo, sem perceber, o prazer pela obrigação. Não que isso seja um pecado: é simplesmente impossível... Continuar Lendo →

Como foi a Maratona de São Paulo

Criticar a Yescom, principal organizadora de provas de corrida de rua no Brasil, virou uma espécie de esporte nacional há alguns anos. E, em grande parte, até havia mesmo motivos relevantes: a confusão generalizada (e desnecessária) da São Silvestre, a resistência em fazer ajustes mínimos em maratonas e meias pela cidade, a própria comunicação no... Continuar Lendo →

A Comrades se desburocratizou e voltou ao normal

Para quem não acompanhou (sabe-se lá como), a Comrades finalmente ganhou a queda de braço com a confederação sul-africana de atletismo e conseguiu tornar a tal carta exigida dos corredores inútil. Para não deixar dúvidas: a não ser que você seja um atleta profissional/ elite ou que seja cubano, tunisiano ou singapurense, não precisa esquentar... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑