Os três dias mais pesados se foram

Sábado, amanheci no Riacho Grande para pedalar o maior volume da minha semana de pico: 180km. Domingo, foi a vez de rodar 160km na ciclovia. Hoje, segunda, mudei de ares e arrumei uma bike de spinning onde girei tediosos 150km. 6 horas girando sem parar e sem sair do lugar. Amanhã tem mais 130 no... Continuar Lendo →

Criando minhas próprias USPs

Saí da assessoria em que estava treinando. Verdade seja dita, já sabia desde o início que a adaptação seria algo difícil tendo em vista que, ao menos na corrida, sempre fizera minhas próprias planilhas e elas sempre funcionaram bem para os meus objetivos. Por outro lado, sabia também que, para o Unogwaja, seria necessário um... Continuar Lendo →

Dores de crescimento

O sábado foi aberto com 10km de corrida emendados em 52km de bike pela USP. Com chuva, com novas técnicas entrando musculatura adentro, com toda uma intimidade nova sendo adquirida com esse novo esporte. Quando comecei a correr, anos atrás, penei para fazer um corpo habituado a décadas de sedentarismo aprender que estava na hora... Continuar Lendo →

Carta do Nato Amaral aos Comradeiros

O Nato Amaral enviou essa carta a todos os inscritos em Comrades. Como alguns não receberam, republico por aqui no blog.  No mínimo, vale para deixarmos o sangue ainda mais quente de ansiedade!!! ----- São Paulo, 15 de maio de 2015. Olá Comrades do Brasil! Este é o mais longo e importante email que envio... Continuar Lendo →

Webinar da 32GI sobre Comrades

Já faz algum tempo que venho postando os Webinars do RunTalkSA sobre Comrades aqui no blog. Na quinta passada, um outro grupo, vinculado ao 32GI, fez um Webinar próprio que vale ser compartilhado. O estilo é um pouco diferente, mas faz uma análise geral de itens como tapering, dicas para a corrida, nutrição etc. Além... Continuar Lendo →

Bati um papo com Bruce Fordyce

Dia desses, o Nato Amaral postou um comentário aqui no blog me falando para não esquecer de responder ao Bruce. Não entendi nada - mas depois acabei checando, no email, que ele havia feito a ponte entre o Bruce Fordyce, o maior ícone da história de Comrades, e eu. Instantes depois, ele acabou se colocando... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑