O que fazer agora?

O último post que fiz aqui foi há mais de 15 dias. Não foi à toa: a aventura lá na África me fez repensar tanto as minhas próprias metas e ambições endorfinadas que me peguei em uma espécie de encruzilhada. O que fazer agora? Voltei do Unogwaja com a absoluta certeza de que nunca mais... Continuar Lendo →

Todo mundo precisa de alguns dias

De vez em quando, sempre. Esse final de ano não foi exatamente simples: o volume de trabalho no sprint final até 2018 bateu, ao menos pelos meus cálculos, todos os recordes possíveis e imagináveis.  Quando cheguei em casa depois do último dia útil oficial, estava... bem... estava esmigalhado de tanto cansaço. A solução? Rua. Pedalei... Continuar Lendo →

Os três tempos do dia

Perder a corrida da quarta de manhã bagunçou toda a programação - ainda bem. Acabei tomando as ruas à noite - o que fez com que quinta cedo fosse perigosamente próxima demais. Depois das 17:00 da quinta, por sua vez, eu estaria impossibilitado de correr por conta de um novo teste ergoespirométrico agendado para hoje... Continuar Lendo →

Hoje o dia começou assim

Sem uma nuvem no céu. Na verdade, nem sol havia quando saí para a corrida de uma hora e meia, ainda sob a luz tímida dos postes e de uma única estrela que insistia em se prender ao azul. O ato de madrugar nunca é bom - afinal, o sono mais forte é sempre o... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑