Preparando os planos para 2019

Agora é só esperar a BR135 terminar e engatar o corpo todo no triathlon a partir de janeiro. O bikefit já foi feito e a companheira nova, afinal, já está em casa em casa implorando para ser pedalada 🙂

Ötillö

Tem umas provas sensacionais demais por esse mundo... Precisa falar algo dessa, que inclui nadar e correr em trilhas úmidas entre uma série de ilhotas suecas?

Toalha jogada (ao menos ontem)

Há dias em que o cansaço é simplesmente demais e que o melhor a se fazer é desligar a planilha e ouvir o corpo. Ontem eu tinha natação e bike. Na prática, o que acabei tendo mesmo foi uma boa noite de sono.

Princípio da especificidade?

O princípio da especificidade diz que devemos nos focar quase que exclusivamente no esporte que temos como alvo. No meu caso, ao menos no curto prazo, esse esporte é a ultramaratona, que já tem a minha dedicação total desde 2013, quando me aventurei nos 56km da Two Oceans. Mas, inegavelmente, minha velocidade passou a cair... Continuar Lendo →

Meu primeiro triathlon

"Você entende que isso não tem nada a ver com as provas para as quais está treinando, certo?", perguntou o meu treinador em uma segunda-feira, logo depois de eu pedir para participar de um simulado de triathlon no Riacho Grande, aqui em São Paulo. Respondi que sim, mas que queria testar e entender a modalidade.... Continuar Lendo →

O que fazer agora?

O último post que fiz aqui foi há mais de 15 dias. Não foi à toa: a aventura lá na África me fez repensar tanto as minhas próprias metas e ambições endorfinadas que me peguei em uma espécie de encruzilhada. O que fazer agora? Voltei do Unogwaja com a absoluta certeza de que nunca mais... Continuar Lendo →

Tudo é uma questão de parâmetro

Enquanto eu estou aqui, empolgado com o passado no Unogwaja e o prospecto do futuro na BR135 e em um Ironman, recebo este vídeo abaixo do meu parceiro de jornada lá na África, o André Costa. Eu nem fazia ideia que algo assim existia - mas que é sensacional, é!!!

Blog no WordPress.com.

Acima ↑