A época mais perfeita do ano

De repente, estamos em dezembro. Decorações de Natal pelas ruas, sol a pino no céu, parques cheios, clima de off-season na assessoria, férias e viagens se aproximando. Não há melhor momento no ano. Só falta o trabalho começar a desacelerar um pouco - o que acredito que ocorrerá nas próximas semanas - e pronto: terei... Continuar Lendo →

Mentorando mestres

Um dos pontos mais altos de se estar envolvido em esportes de endurance é que se acaba conhecendo e convivendo com pessoas que efetivamente desafiam os Deuses. Vivi isso intensamente no Unogwaja de 2018, inclusive, quando corri ao lado de potências como o André Costa, generosidades como David Tay, energias que desafiam o tempo como... Continuar Lendo →

Ohana Kahi 127.5, 28 de setembro

Triathlon é um esporte com perfil diferente da ultramaratona. E não falo aqui do óbvio de se somar à corrida outros dois esportes, claro. Falo do espírito. Em geral, o triatleta é hipercompetitivo por natureza, como se o maior inimigo de sua vida fosse o relógio. Nada de anormal para um esporte em que a... Continuar Lendo →

Encaixado

Segundas, quartas e sextas pela manhã, natação; às noites, corrida que transforma o esporte em modal de transporte. Terças e quintas de madrugada, ciclismo com eventuais treinos de transição. Sábados, longos de 4 ou 5 horas no pedal ou simulados que incluam nadar, pedalar, correr. Pode parecer muita coisa - e de fato é, a... Continuar Lendo →

70.3 solo, parte 2: Ciclismo

Alguns minutos se passaram até que o trânsito aliviou e eu pudesse encontrar uma brecha para iniciar a pedalada. O tempo, no entanto, continuou seu ritmo, deixando claro que era aquilo a diferença entre uma prova pessoal e uma prova organizada, com estradas fechadas e estruturas preparadas. Para mim, aquilo era irrelevante. Só o que... Continuar Lendo →

Em busca das impossibilidades

Estes últimos 12 meses foram muito, muito singulares para mim. Embora tenha já dedicado anos às ultras, foi nesse período que concentrei dois dos desafios que, até pouco tempo, considerava como excepcionalmente fora do meu alcance: o Unogwaja, em junho do ano passado, e a BR135+, em janeiro deste ano. As descobertas que vieram desses... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑