40 em uma segunda

A segunda começou cedo. Às 5 já estava levantando da cama para rodar 20km, metade do que estava programado para o dia. Já carregava um acúmulo de mais de 100K no corpo e dois longos dias sem descanso... mas a BR135 estava logo ali, à espreita, como que esperando algum desrespeito meu para dar o... Continuar Lendo →

A leveza do alto volume

Eu já havia esquecido de como era o estilo de treino para ultras longas como a BR135+. Normalmente, encaixamos em planilhas para provas que vão de maratonas até ultras de 90K toda uma série de intervalados, tiros e fartleks. Há volume, claro - mas ele acaba sendo balanceado com algum tipo de estímulo à velocidade... Continuar Lendo →

Semana 1: check

Das 3 semanas de pico programadas para a BR135+, a primeira já foi devidamente completada: 100km rodados em 5 dias, incluindo 30 na terça passada - provavelmente meu maior longo em um final de dia útil convencional - e 36 sob o calor senegalês do último sábado. As pernas estão naturalmente cansadas e o couro... Continuar Lendo →

A BR135 em cidades e quilômetros

Diferentemente de ultras como a Caminhos de Rosa, que se desenrola no ermo desértico do sertão, a BR135 cruza toda uma série de pequenas cidades coloniais históricas espalhadas pela Serra da Mantiqueira. Suas pouco mais de cinco maratonas, portanto, se desenham entre lugares belíssimos como Águas da Prata, Andradas, Ouro Fino e Inconfidentes, dentre tantos... Continuar Lendo →

350km e o pico de treino da BR135

Já estou comendo aqui a planilha de treino preparada pelo meu treinador para a BR135 durante esse período entre dezembro e janeiro - o pico do volume, dado que a largada acontece no dia 17/01. Não é exatamente uma meta fácil, principalmente para quem passou o ano dividindo o volume entre corrida e bike... mas... Continuar Lendo →

30 dias de comemoração

Que o cansaço neste fim de ano está clamando por uma folga no trabalho, não nego. Mas também não nego que, de tão fantástico, haverá uma certa tristeza em ver 2018 entrar no passado. O lado bom disso é que, como sempre, dezembro se transforma em um mês inteiro de comemoração. Porque há menos trabalho... Continuar Lendo →

Aquela dor que não vai embora

Não só não vai, mas aparentemente decidiu entregar-se à histeria e começar a gritar insanamente pelos quatro cantos do corpo. A dor nas costas, aliás, está tamanha, que até respirar passou a ser uma tarefa que requer cautela. O treino de ontem à noite, naturalmente, foi cancelado: se não consigo andar direito sem grunhir, imagine... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑