30 dias de comemoração

Que o cansaço neste fim de ano está clamando por uma folga no trabalho, não nego. Mas também não nego que, de tão fantástico, haverá uma certa tristeza em ver 2018 entrar no passado. O lado bom disso é que, como sempre, dezembro se transforma em um mês inteiro de comemoração. Porque há menos trabalho... Continuar Lendo →

Aquela dor que não vai embora

Não só não vai, mas aparentemente decidiu entregar-se à histeria e começar a gritar insanamente pelos quatro cantos do corpo. A dor nas costas, aliás, está tamanha, que até respirar passou a ser uma tarefa que requer cautela. O treino de ontem à noite, naturalmente, foi cancelado: se não consigo andar direito sem grunhir, imagine... Continuar Lendo →

Eu no Corre89!

Sabe onde estava ontem de noite? Nos estúdios da 89FM, aqui na Av. Paulista, gravando o programa que irá ao ar neste próximo domingo sobre o meu livro e o desafio Unogwaja como um todo! O programa, ancorado pelo meu amigo Nishi, vai ao ar no domingo (13/05) às 20:00 - com gravação disponibilizada pouco... Continuar Lendo →

Agora é ir

O pico, ainda bem, passou. Foram 877km pedalados de sábado a sexta e mais 50km corridos no sábado passado - um simulado perfeito para que o corpo desenvolvesse um entendimento aproximado de como será a rotina na África. Aproximado, claro: tanto distâncias quanto geografias e temperaturas lá serão muito mais severas; por outro lado, as... Continuar Lendo →

Sétimo dia de simulado: 870K de pedal finalizados

870K de pedal finalizados. 877K, para ser mais preciso. Tudo inteiro. Tudo intacto. Tudo no seu devido lugar. Amanhã tem 50K de corrida e domingo... domingo é dia de respirar e de começar a planejar a parte prática da viagem, pois o preparo em si já está feito.

Dia 4 do simulado Unogwaja: 620km feitos

Mais inteiro que eu imaginava quando primeiro montei na minha bike, há uns 8 meses atrás. As dores, aliás, se concentram onde eu sequer imaginava. As pernas, por exemplo, estão intactas - somente horas depois do treino do dia é que as sinto pesadas, lentas, mas sem sinal nenhum de dor. Mãos e costas, por... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑