Sentindo o corpo nas ruas

Hoje acordei às 5. Apalpei o joelho para tentar sentir a presença da pancada que dei no carro: nada. Me concentrei na musculatura das pernas: estavam descansadas. Olhei novamente o relógio: tinha ainda duas horas e meia antes de precisar ir ao aeroporto. Troquei de roupa e segui rua afora. Descendo a Consolação, esquerda na... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑