Qualify na Maratona de Curitiba

Não vou dizer que larguei com sangue nos olhos e descanso nas pernas. Ao final de um ano tão intenso e apenas um mês depois de devastadores 75km na Bertioga-Maresias, o cansaço acumulado já circula tão livre pelas minhas veias que aprendi até a me acostumar com suas pequenas dores e pontadas fora de hora. ... Continuar Lendo →

Princípio da especificidade?

O princípio da especificidade diz que devemos nos focar quase que exclusivamente no esporte que temos como alvo. No meu caso, ao menos no curto prazo, esse esporte é a ultramaratona, que já tem a minha dedicação total desde 2013, quando me aventurei nos 56km da Two Oceans. Mas, inegavelmente, minha velocidade passou a cair... Continuar Lendo →

Um saco

Ela pode ser boa pra aliviar a secura. Para acabar com as asmas que sufocam São Paulo. Para encher os reservatórios. Para fazer os olhos pararem de coçar. Para limpar um pouco a poluição. Para fazer desaparecerem os acessos de tosse da minha mulher. Para trazer aquela brisa úmida levemente fria que costuma soletrar alívio... Continuar Lendo →

Pura felicidade

Há momentos em toda jornada em que se consegue olhar para trás e ser subitamente abduzido pela mais pura felicidade. A noite da sexta foi um desses momentos. Por meses, pesquisei as histórias do Phil "Unogwaja" Masterton-Smith, do Sidney Feinson e seus amigos soldados de meias vermelhas, do John McInroy e os Unogwajas modernos. Escrevi... Continuar Lendo →

Pequena ultra particular

Não vou dizer que foi o longão mais incrível do mundo: havia esticado a noite anterior com amigos por mais tempo que o bom senso aconselharia e tive problemas com o estômago que, sem dúvidas, atrapalharam qualquer forma possível de concentração no percurso. Ainda assim, apesar disso tudo - e de um tempo muito mais... Continuar Lendo →

Voltas difíceis

Já fiz provas de 50, 90, 160km em que a volta à normalidade não levou mais de dois ou três dias. Em provas longas, nosso compromisso é mais com a distância do que com o tempo (e, consequentemente, com a velocidade). Isso ajuda: por mais que correr por mais de um dia inteiro seja obviamente... Continuar Lendo →

Mais de 75% do caminho percorrido!

Nossa meta mínima de arrecadação individual no Unogwaja é de R 50.000 - algo perto de R$ 12.000. Não é exatamente fácil, claro: converter entusiasmos alheios em promessas de apoio e, depois, promessas em doações efetivas, por mais nobre que seja a causa, requer uma certa dedicação. Algo, por exemplo, como escrever um livro inteiro... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑