A produção do tempo nas 24 horas do dia

Às 6, o despertador tocou fazendo cada músculo das minhas pernas implorarem por mais descanso. Acontece: corridas de segunda sempre trazem aquela bagagem indesejada do final de semana, incluindo longões que ainda perambulam pela memória das células. E, quando a bagagem está pesada demais, forçar não costuma ser um bom caminho. Hoje era - ou... Continuar Lendo →

A Durban que se mostra aos poucos

À primeira vista, Durban não impressiona. Os prédios parecem meio abandonados, como se tivessem sido imponentes em algum momento da década de 70, as ruas vazias, os carros acabados. Qualquer dica do que fazer dada em hotéis aponta para cassinos chatos, excessivamente artificiais e nada autênticos, sob avisos de que se deve evitar ao máximo... Continuar Lendo →

As 5 fases do treinamento para Comrades

Em tese, treinamentos para provas podem ser divididos em três fases: base, com o foco em mais volume e menos intensidade, específico, com menos volume e mais intensidade, e de performance, com diminuição de 20% a 30% do esforço com o objetivo de descansar o corpo. Tudo lindo.... exceto pelo fato de que correr uma... Continuar Lendo →

Hoje doeu

Descanso realmente faz parte do treino. Por conta das viagens da semana, acabei antecipando a corrida de 1h30 de amanhã para hoje - matando, portanto, o dia de descanso que viria depois de uma série de três corridas (incluindo o longão do sábado). E doeu. Na verdade, tudo foi um pouco difícil: acordar cedo, antes... Continuar Lendo →

Mudanças além de planilhas

Parte de todo treinamento importante deveria sempre incluir uma mudança no cronograma do corredor. Algo acontece quando você troca noites por manhãs, sacramenta o fim de corridinhas mais curtas ou, como no meu caso, acrescenta um dia. Ontem minha planilha oficialmente mudou, passando a ter 5 treinos semanais que incluem uma tempo de 20 minutos... Continuar Lendo →

Férias das férias: a volta às ruas

Depois de três dias parado, finalmente chegou a manhã em que decidi dar férias às férias da rua. Nada fora do que eu realmente esperava - afinal, parar completamente por 7 dias seria tempo demais. Resultado: apesar da semana ainda estar cansativa, o rendimento foi nitidamente superior, mais fácil e mesmo mais natural. A dor... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑