Whoop: primeiras impressões e decisões

Já falei, nesse post aqui, sobre o Whoop - uma pulseira que, ao medir 24x7 a variabilidade de batimentos cardíacos, contribui de maneira decisiva com a recuperação muscular. Não vou me repetir sobre o funcionamento do Whoop (novamente, esse post aqui tem tudo) - mas cito algumas de suas principais características: HRV (do inglês "heart... Continuar Lendo →

Os efeitos de um treino intenso

Sábado foi dia de pedalar em Romeiros na versão com bônus (saindo da Castelo, fazendo a volta do avião em Araçariguama, indo até o Portal de Itu e voltando). Para quem não conhece, é um treino duro - para dizer o mínimo. No total, fiz 104km com um acúmulo de 1,6 mil metros de subida.... Continuar Lendo →

E começa a base

As próximas semanas serão cansativas - para dizer o mínimo. Já nesta, algo como 1h30 a mais foi adicionada à minha planilha de bike. Sábado já inaugurarei o primeiro (de muitos) treinos de subida em Romeiros. Na semana que vem, mais tempo na USP, nas estradas, nas ruas. É o período de base com suas... Continuar Lendo →

Mais Training Peaks: Os números mágicos

Na segunda passada eu fiz um post sobre o uso do Training Peaks no meu treinamento, incluindo toda uma miríade de indicadores e curvas fantásticas para se conseguir enxergar a evolução. Ainda faltava, no entanto, algum tipo de base, de parâmetro que pudesse ao menos me auxiliar no meu próprio processo. Ei-lo aqui (ainda que... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑