O que uma boa dose de suor faz

Mesmo com essa intoxicação corporal esquisita que tive depois do triathlon, o sorriso permaneceu colado ao meu rosto. Da mesma forma que quando cruzei a chegada da BR135. E do Unogwaja. E das Comrades. E de praticamente qualquer ultra que já fiz em toda a minha vida. No final, uma boa dose de suor, daquelas... Continuar Lendo →

E agora?

A Comrades foi no dia 10 de junho. Estamos no dia 29. 19 dias já se passaram desde que esse desafio tão colossal foi vencido com direito a toda dramaticidade que naturalmente envolve a travessia de um país inteiro em tão pouco tempo. E, depois desses 19 dias, uma pergunta começou a ecoar aqui dentro: e... Continuar Lendo →

10 anos

Hoje faz 10 anos que entreguei minha vida nas mãos de médicos habilidosos e da sorte. Há 10 anos, no auge do sedentarismo e transbordando quilos excessivos, dei adeus a 6 tumores que superlotavam meu organismo e, com eles, a parte do meu fígado. Há 10 anos, vi a vida me pedir para mudar. E,... Continuar Lendo →

Eu na Rádio Globo :-)

Depois de ouvir a entrevista (clicando aqui ou sobre a imagem abaixo), deixe seu apoio à campanha! Acesse https://www.catarse.me/ultras e compre o livro com toda a história dessa jornada!

A frase de Kilian

Dia desses me deparei com uma frase dita não por algum escritor que tenho como ídolo, mas por um montanhista e ultramaratonista. A frase, no entanto, ficou presa em minha mente como poucas outras. O motivo: ela carrega uma verdade tão simples e, ao mesmo tempo, tão difícil, que é quase uma lição de vida... Continuar Lendo →

E o livro, a quantas anda?

Sua primeira versão, pelo menos, está devidamente terminada. Neste momento, a editora está fazendo a leitura crítica para, em seguida, apontar os trechos que precisarão ser revistos, repensados, reescritos. Tudo normal. A primeira parte da missão, no entanto, está pronta. Quanto terminei, uma frase do Kilian Jornet, maior mito das ultras e montanhas, me veio... Continuar Lendo →

Lendo a própria história

Semana passada o Eu Atleta fez uma matéria sobre a minha história. Ler foi uma experiência única. Não pela história em si - afinal, eu sei o que aconteceu comigo mesmo - mas pelo fato de nos vermos sob a ótica de um terceiro. Foi uma longa, longa jornada, essa que me trouxe até aqui.... Continuar Lendo →

É hoje.

Hoje, às 19 horas do Brasil, as inscrições para a Comrades 2018 serão abertas. Na tradução do Zulu, 'asijiki' significa "não há mais como voltar atrás." Que os Deuses soprem bons ventos para todos nós.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑